segunda-feira, 6 de junho de 2011

Ectoplasma.

É uma substância fluídica, de aparência diáfana e sutil que flui do corpo através da boca, ouvidos, olhos ou narizes que produz fenômenos físicos, principalmente a materialização.
Para a parapsicologia, é uma espécie de vapor esbranquiçado que sai do alegado psíquico (médium), geralmente pela boca, supostamente, é sensível a determinados impulsos, se exterioriza a partir do corpo de determinados indivíduos com características especiais (psíquico), permitindo a materialização de corpos humanos distintos daquele de onde saiu ou de membros como mãos, rostos e bustos.
Afirma-se que espíritos agem sobre o cérebro do médium para provocar a emanação do ectoplasma invisível, que se acumula até ficar empregado nestes mesmos espíritos para produzirem os diversos tipos de fenômenos mediúnicos de efeito físico, tais como a materialização e a levitação.
O ectoplasma é descrito como um fenômeno natural mediúnico que produz uma substância etérea (semi-material) com a propriedade ou possibilidade de acumular-se até ficar ao alcance dos cinco sentidos humanos, tornando-se visível, tangível e ,sob o influxo da vontade dos espíritos, moldável, assumindo a forma de algumas características de objetos ou seres orgânicos, inclusive como corpos humanos por inteiro.
Não há meios científicos que comprovem a existência deste fenômeno, apenas pelo credo religioso.

Materialização de um rosto provocado pelo fenômeno ectoplasma expelido do corpo da médium Eva Carriére (1912).

Nenhum comentário:

Postar um comentário